O Brasil sofre com a fome, o desemprego e a desesperança. Precisamos voltar a sonhar com um futuro melhor. Para isso, temos que derrotar o atual governo e eleger gente nossa, gente preta, lideranças do movimento negro. Temos que nos organizar e convencer mais gente! Bora juntar os amigos em casa, na quebrada, na favela, no condomínio, escola, universidade ou trabalho.

Você pode ajudar! Junte-se a nós!

Atividades

Veja sugestões de atividades para organizar no comitê!

Como criar um comitê

Veja o passo a passo para criar um comitê antirracista para derrotar Bolsonaro! É bem simples!

Primeiras Tarefas

A primeira coisa a fazer é garantir que todos possam votar e para isso é preciso tirar ou regularizar o titulo de eleitor até 4 de maio.

Seja Você a Mudança! Cadastre-se.


    Seu endereço será utilizado apenas para envios de materiais do comitê antirracista e uma localização aproximada estará marcada no mapa.


    O voto antirracista derrota Bolsonaro! Organize sua revolta!

     

    O Governo Bolsonaro nunca deixou dúvidas de quem eram seus inimigos: negras, negros, pobres , mulheres, lgbtqia+, quilombolas e população indígena. Seja na condução de um projeto de Estado cujo centro é uma política de segurança pública sanguinária, seja com uma política econômica que mira no empobrecimento ainda maior dos mais pobres, o presidente da república (com letra minúscula mesmo) desde o ínicio de seu governo deixou clara sua disposição para o genocídio do povo negro e índigena. Perseguição à população quilombola, enfraquecimento dos mecanismos de direitos humanos, destruição das políticas públicas, desmatelamento das instituições e das conquistas do Movimento Negro, adesão ao fundamentalismo religioso, e inúmeros outros exemplos não deixam dúvida: Bolsonaro odeia os brasileiros!

    Como se não bastasse, a política de enfrentamento à pandemia deste governo matou quase   700 mil pessoas. E pior: cresce a violência contra mulheres, o ódio à comunidade LGBTQIA+, o racismo que tira a vida da população negra, quilombola e indígena, a destruição das florestas e do meio ambiente, e a destruição das políticas sociais. As violações são tantas que em agosto de 2020 a Coalizão Negra Por Direitos protocolou um pedido de impeachment relatando mais de 10 crimes de responsabilidade cometidos pelo presidente.

    O desgoverno é tão patente que muitas pessoas podem pensar que Bolsonaro já está derrotado. No entanto, essa ainda não é uma batalha ganha. Nos últimos anos, o presidente da república estruturou uma enorme rede de desinformação que, se não for fortemente combatida, poderá  levá-lo à reeleição. Impedir que isto aconteça e construir juntos um novo projeto de vida para o Brasil: esta é nossa tarefa!

    Mas para isso vamos precisar de todo mundo! Em 2018, o índice de abstenção dos eleitores foi recorde. Milhares de pessoas não foram votar. Neste ano, para derrotar Bolsonaro, todos os votos importam.

    Temos a oportunidade de mudar profundamente a cara dos políticos no Brasil e os rumos do País. Trata-se de derrotar Bolsonaro, mas tambémse trata de eleger deputados e senadores como a cara do povo brasileiro, que é 56% negro. Recordemos que mesmo após tantos crimes, o impeachment  foi inviabilizado por um Congresso Nacional cuja grande maioria estava interessada na manutenção dos interesses dos mais ricos. Se a população negra representa quase totalidade dos que mais sofrem e lutam por justiça, é necessário que negras e negros ocupem o poder nos parlamentos do país. 

    Enquanto houver racismo, não haverá democracia.

    Para enfrentar o racismo na política precisamos eleger candidaturas negras ligados ao movimento negro. 

    Voto antirracista é o voto no movimento negro!

    Esta plataforma apoia integralmente a agenda política da Coalizão Negra Por Direitos.